O Anaconda

Carregando...

quinta-feira, 14 de junho de 2012

O lado tenebroso de SP

*
Cenas de racismo escancarado em São Paulo. Onde mais senão na "quatrocentona" Avenida Paulista?
Lamentável!
Aliás, é esse tipo de gente que os tucanos representam.
(Nota: Dessa vez a polícia agiu certo!)

segunda-feira, 9 de janeiro de 2012

A polícia nazi-tucana de SP ataca de novo! Estudante é agredido dentro da USP.

A agressão ocorreu hoje, 9 de janeiro, dentro do espaço dos estudantes.
*
*
Reparem que não por acaso o estudante é negro.
Está claro que esse é o padrão de comportamento da polícia nazista de Serra e Alckmin.
E aqui cabe a pergunta: Será que os tucanos separaram SP do restante do país e ninguém percebeu?
Mas como ex-formando da USP quero deixar uma sugestão às entidades estudantis:
Contratem advogados plantonistas. Porque com advogados por perto, certamente um cuzão fardado como esse, que aliás deveria ser sumariamente expulso da corporação, nunca perguntaria "o que você sabe sobre abuso de autoridade?".
*
A seguir, mais um vídeo:

*
O PM agressor estava sem identificação. Uma prática ilegal que é, porém, tolerada pelas autoridades.
E Viva SP!
*
Atualização, 10 de janeiro: O comandante da PM Wellington Venezian, responsável pela Zona Leste de SP, que inclui o câmpus da USP, afastou das ruas o sargento André Luiz Ferreira, autor da agressão ao estudante que aparece no vídeo, e o soldado Rafael Ribeiro Fazolin.
Menos mal!
Também pudera, a repercussão foi grande nas redes sociais e até em alguns noticiários da TV!

terça-feira, 8 de novembro de 2011

As crianças de Sirte, Líbia

ATENÇÃO: O vídeo a seguir é patrocinado pela OTAN, aliança militar do Atlântico Norte, por Barack Obama dos EUA, Nicolas Sarkosy (França), Silvio Berlusconi (Itália) e por David Cameron, da Grâ-Bretanha.
*

sexta-feira, 26 de agosto de 2011

Bestialidade Fardada

ATENÇÃO: As imagens abaixo são muito fortes!
*
video
E se fosse você ou seus filhos?
*
O vídeo acima foi obtido com exclusividade pela TV Folha * e está nas mãos da cúpula da Segurança Pública paulista há duas semanas e que era mantido sob sigilo. Até o momento não se sabe quando, onde e por quem as imagens foram feitas.

TERRORISMO DE ESTADO: É isso o que se pode esperar de um país que até hoje não julgou os crimes cometidos pela ditadura militar. 
A ditadura acabou, os militares deixaram a cena política mas as práticas terroristas permanecem no interior das polícias civil e militar. 
Todo mundo sabe ou deveria saber que a tortura e justiçamento de infratores presos é rotineira nas ruas, dependências das delegacias de polícia e quartéis da Polícia Militar. 
Se antes, na época da ditadura, a tortura e o assassinato eram praticados contra presos políticos, hoje são os presos comuns as vítimas preferenciais. 

TERRORISMO MIDIÁTICO: É isso o que se pode esperar de um país que não tem a coragem de regular a sua imprensa. Sem uma lei de regulação dos meios de comunicação, continuaremos manipulados pelo discurso fascista (e falso!) de uma presumida guerra social em curso no Brasil. 
A demonização e condenação sistemática dos Direitos Humanos e seus defensores pela mídia oligárquica resulta no entorpecimento, senão ocultamento, da percepção pública acerca da segurança e dos reais problemas sociais que nos afligem. 
O chamado "povão", como gado de corte, é levado a acreditar que a violência bárbara por parte das polícias contra infratores, tão pobres quanto o próprio povo, deve-se ressaltar, é o melhor remédio contra a violência. 
NÃO É!
Porque amanhã ou depois qualquer um de nós cidadãos poderá estar estirado na calçada baleado e agonizando vitimado pela polícia. Uma polícia gestada no ventre imundo da ditadura militar para a qual todo mundo é suspeito por definição até prova em contrário.
E aí, não haverá choro nem vela!
É isso o que você quer para você e seus filhos?
Eu não!

* Discordo inteiramente da atual linha editorial da Folha de S. Paulo. Mas quando quer ainda sabe fazer bom jornalismo.

quinta-feira, 25 de agosto de 2011

Uma Nação de Idiotas

*
Você sabe qual é a diferença entre uma vaca ruminando e um americano mastigando chicletes?

É que logo você nota o ar inteligente da vaca.

George Bernard Shaw, escritor irlandês (1856-1950) e Nobel de Literatura (1925)

quarta-feira, 10 de agosto de 2011

Intolerância

 
1                              2                              3
Tradução:
1. Volta pra África;
2. Volta pro México;
3. E, aqui, bem que o nativo americano poderia dizer: "Volta pra Europa!".
*A autoria da charge permanece desconhecida!
Dica do Bourdoukan

Liberdade de imprensa é…



Por Izaías Almada
Liberdade de imprensa é chantagear políticos…
Liberdade de imprensa é acusar sem provas…
Liberdade de imprensa é espionar celebridades…
Liberdade de imprensa é defender o cartel da informação…
Liberdade de imprensa é fazer lobby em favor próprio no Congresso Nacional…
Liberdade de imprensa é fazer escutas telefônicas ilegais em Londres
Liberdade de imprensa é inventar escutas telefônicas ilegais no Brasil…
Liberdade de imprensa é extinguir o contraditório…
Liberdade de imprensa é criar fichas falsas…
Liberdade de imprensa é criar factóides para a oposição…
Liberdade de imprensa é a oposição repercutir os factóides…
Liberdade de imprensa é acusar os blogs democratas de “chapa branca”…
Liberdade de imprensa é aceitar e barganhar anúncios do governo…
Liberdade de imprensa é especular hipocritamente com a doença alheia…
Liberdade de imprensa é testar hipóteses…
Liberdade de imprensa é assumir-se como partido político de oposição…
Liberdade de imprensa é denunciar a corrupção dos adversários…
Liberdade de imprensa é fazer vistas grossas à corrupção dos amigos…
Liberdade de imprensa é acusar Chávez, Fidel, Morales e Lula…
Liberdade de imprensa é defender Obama, Berlusconi, Faiçal, FHC…
Liberdade de imprensa é banalizar a violência…
Liberdade de imprensa é disseminar o preconceito e o racismo…
Liberdade de imprensa é vilipendiar, caluniar e fugir para Veneza…
Liberdade de imprensa é inventar bolinhas de papel…
Liberdade de imprensa, no Brasil, é para inglês ver…
Liberdade de imprensa na Inglaterra é para brasileiro aprender…
Liberdade de imprensa é divulgar partes do “relatório” do terrorista norueguês…
Liberdade de imprensa é ocultar o direito de resposta ao MST…
Liberdade de imprensa é manipular a opinião pública…
Liberdade de imprensa só vale para o dono do jornal, do rádio e da televisão…
Liberdade de imprensa é para quem paga mais…
Liberdade de imprensa é apoiar as invasões americanas ao redor do mundo…
Liberdade de imprensa é escamotear os genocídios no Iraque, no Afeganistão…

Liberdade de imprensa é apoiar greve de fome de um único dissidente cubano…
Liberdade de imprensa é jogar sujo contra governos progressistas…
Liberdade de imprensa é acusar sem oferecer o direito de defesa…
Liberdade de imprensa é que nem mãe: só a minha é que presta…
Liberdade de imprensa é a liberdade de se criar novas máfias…
Liberdade de imprensa é dar dicas sigilosas para concorrências públicas…
Liberdade de imprensa, às vezes, se compra com 500 mil dólares…
Liberdade de imprensa é aquela que só vale para os apaniguados…
Liberdade de imprensa é ser arrogante com os pequenos…
Liberdade de imprensa é bajular os grandes…
Liberdade de imprensa é difamar celebridades vivas…
Liberdade de imprensa é enaltecê-las depois de mortas…
A Liberdade de imprensa, tal qual é defendida e praticada nos dias de hoje pelos setores mais conservadores da sociedade brasileira, é o apanágio dos ressentidos e a nova trincheira dos hipócritas…
Izaías Almada é escritor, dramaturgo, autor – entre outros – do livro “Teatro de Arena: uma estética de resistência” (Boitempo) e “Venezuela povo e Forças Armadas” (Caros Amigos).